Ir al contenido principal
Botón de búsqueda

Atento Divulga os Resultados do Primeiro Trimestre de 2022

  • Receita totalizou US$ 356,6 milhões (-2,3%) em um primeiro trimestre sazonalmente fraco, devido ao impacto residual do ataque cibernético e altas taxas de absenteísmo relacionadas com o aumento da Omicron
  •  Captação de 19 novos clientes de alto nível, representando 58,2% dos US$ 53,3 milhões das Vendas (Valor Total Anual), com uma margem EBITDA de 19,1%, um aumento de 300pbs
  • As vendas nos setores de E-Commerce, Fintech e Viagens representaram 67,1%, 9,8% e 13,4% de evolução no trimestre
  • A receita em moeda “forte” cresceu 3,1%, representando 28,1% da receita consolidada
  • EBITDA atingiu US$ 35,0 milhões (-10,1%) devido aos efeitos persistentes do ataque cibernético, custos únicos relacionados ao absenteísmo e inflação mais alta, parcialmente compensados pela recuperação acumulada do seguro cibernético no Brasil e repasse da inflação
  • Taxa de saída tênue em março, as vendas, EBITDA e fluxo de caixa operacional devem acelerar no segundo semestre
  •  Elevados níveis da inflação e a alta das taxas de juros aumentam os custos de financiamento
  •  A Companhia aprimora organização de vendas e avança em iniciativas de redução de custos
  •  Guidance de 2022 é reafirmada

NOVA YORK, 11 de maio de 2022 – Atento S.A. (NYSE: ATTO) (“Atento” ou “Companhia”), uma das cinco maiores empresas globais de serviços de gestão de relacionamento com clientes (CRM) e terceirização de processos de negócios (BPO) e líder na América Latina, anunciou hoje seus resultados operacionais e financeiros do período encerrado em 31 de março de 2022. Todas as comparações neste comunicado têm como base o mesmo período do ano anterior e estão apresentados em moeda constante (CCY), salvo se indicado de outra forma.   

“Como anunciado anteriormente, nosso primeiro trimestre foi desafiador. No entanto, vimos melhorias mês a mês e saímos do trimestre com força. A atual taxa de execução e as tendências de vendas aumentaram nossa confiança em nossa trajetória de crescimento e no cumprimento de nossas metas de vendas, margem EBITDA e alavancagem no final do ano”, comentou Carlos Lopez-Abadía, CEO.

Impacto residual do ataque cibernético e taxas de absenteísmo diminuem os volumes, enquanto a captação de novos clientes melhora o mix da receita

  • As vendas (Valor Total Anual) registraram queda de 26%, totalizando US$ 53,3 milhões, um crescimento de 59% nos EUA, com 19 novos clientes apresentando margens médias de 18,7% de EBITDA.
  • A receita de novos negócios registrou ligeira queda, somando US$ 100,0 milhões.
  • A receita declinou 2,3% totalizando US$ 356,6 milhões, devido ao impacto residual do ataque cibernético em outubro e a elevada taxa de absenteísmo relacionada com os aumentos de casos da Omicron em janeiro e fevereiro, que impactaram os volumes no Brasil e nas Américas.
  • As vendas do segmento Multisetor registraram queda de 7,7%, com alguns clientes optando pela mudança de volumes para outros fornecedores de CX, e a Companhia rejeitou a renovação de contratos com baixa margem.
  • A receita da Telefónica (TEF) registrou uma queda de 1,5%, principalmente devido ao programa global de redução de custos implementado pelo cliente, enquanto a consolidação anteriormente anunciada de fornecedores de CX beneficiou os serviços com a TEF no EMEA (Europa, Oriente Médio e África).
  • O ritmo acelerado das vendas nos setores de E-commerce, Fintech e Viagens representaram 67,1%, 9,8% e 13,4% dos novos ganhos, respectivamente.
  • A receita dos EUA aumentou 0,4% para US$ 35,8 milhões, excluindo um contrato de serviços Covid-19, em tempo hábil, assinado no primeiro trimestre de 2021%.
  • A receita em moeda “forte” representou 28,1% da receita total (+3,1%)

EBITDA impactado pelas despesas com ataque cibernético, custos extraordinários relacionados com a alta taxa de absenteísmo e inflação elevada

  • EBITDA apresentou uma queda de 10,1% sobre as menores vendas mencionadas acima no Multisetor e TEF, associadas a custos extraordinários relacionados às altas taxas de absenteísmo devido ao aumento de casos da variante Omicron na região, custos com rescisão trabalhista, alta da inflação, bem como o impacto residual do ataque cibernético no quarto trimestre.
  • A redução do EBITDA e a contração da margem em 0,7% foram parcialmente compensados pelo seguro acumulado contra o ataque cibernético e melhor repasse da inflação.
  • A margem EBITDA dos EUA ficou em 15,6%.
  • O EBITDA em moeda “forte” correspondeu a 23,0% do EBITDA total, uma queda de 9,0%, principalmente devido aos custos com rescisão trabalhista na região EMEA e seguro acumulado contra o ataque cibernético no Brasil.
  • Prejuízo líquido de US$ 70,6 milhões, ou LPA negativo em US$ 4,99, principalmente devido às despesas financeiras líquidas de US$ 79,8 milhões, dos quais US$ 63,3 milhões se referem a itens não-caixa.
  • Fluxo de caixa livre negativo de US$ 65,4 milhões, decorrente do fluxo de caixa operacional negativo de US$ 39,6 milhões e despesas financeiras líquidas de US$ 25,8 milhões, que aumentaram 16,7% devido às maiores despesas de juros sobre as novas linhas de crédito, ao impacto da oscilação do Real e à maior taxa CDI sobre o hedge cambial da Companhia.
  • Taxa de saída tênue no final do trimestre, com estimativa de que a receita, EBITDA e fluxo de caixa operacional acelerem no segundo semestre do ano.

Sólida posição de caixa

  • Sólida posição de caixa de US$ 97,0 milhões, incluindo US$ 89,4 milhões em linhas de crédito rotativo.
  • No final do 1T22, o índice dívida líquida/EBITDA ficou em 4,5x, um aumento em relação ao 4T21 devido a um EBITDA sazonalmente mais baixo e o impacto do ataque cibernético no 4T21 e 1T22, que deve atingir o nível desejado até o fim do ano.
  • O patrimônio líquido ficou negativo em US$ 78,8 milhões no 1T22, reflexo principalmente do balanço patrimonial e conversões do resultado, bem como mudanças no valor justo dos derivativos.

Novas iniciativas de crescimento da receita são implementadas

  • A equipe comercial foi reestruturada, incluindo a formação de equipes dedicadas a contas locais e internacionais.
  • Ajustes do repasse da inflação se antecipam ao plano interno e estão posicionados para atingir 80% do nível-alvo.

Atualização sobre as medidas de segurança cibernética

  • Investimentos em melhores defesas contra os ataques cibernéticos foram concluídos.

Destaques Financeiros Consolidados

 

($ em milhões, exceto LPA)

1T 2022

1T 2021

CCY
Crescimento
(1)

Demonstração de Resultados (6)

 

 

 

Receita

356,6

370,6

-2,3%

EBITDA (2)

35,0

39,1

-10,1%

     Margem EBITDA

9,8%

10,5%

-0,7 p.p.

Prejuízo Líquido (3)

(70,6)

(20,2)

N.M.

Lucro por ação com base no agrupamento (2) (3) (5)

($4,99)

($1,44)

N.M.

Fluxo de Caixa, Dívida e Alavancagem

 

 

 

Caixa líquido em atividades operacionais

(31,0)

(0,5)

 

Caixa e equivalente de caixa

97,0

176,0

 

Dívida Líquida (4)

650,7

589,5

 

Alavancagem Líquida (4)

4,5x

4,0x

 

 

(1) Salvo indicação em contrário, todos os resultados são referentes ao 4T21; todas as taxas de crescimento da receita são em moeda constante, ano contra ano; (2) EBITDA Recorrente, Lucro Líquido Recorrente/Lucro Recorrente por Ação (LPA) representam mensurações Não-GAAP ajustadas apenas para o impacto do ataque cibernético; (3) Lucro Líquido e Lucro por Ação (LPA) reportados incluem o impacto de ganhos/perdas cambiais não monetários nos saldos entre as companhias; (4) Inclui o impacto da IFRS 16 sobre a Dívida Líquida e Alavancagem; (5) Lucro por ação e lucro recorrente por ação em base de agrupamento são calculados com base no número médio ponderado das ações ordinárias em circulação. (6) As informações financeiras a seguir não são auditadas.

Mensagem da Administração

Com o encerramento do primeiro trimestre, temos o prazer de anunciar que os efeitos adversos da pandemia e o recente ataque cibernético ficaram para trás, e que agora podemos olhar para frente com maior otimismo.

Em janeiro e fevereiro, que são meses com resultados sazonalmente menores, os aumentos de casos relacionados à Covid resultaram em um crescimento significativo do absenteísmo nos principais mercados, afetando nossa capacidade de atendermos nossos clientes, elevando os custos temporariamente. Além disso, alguns clientes optaram pela diversificação e transferir partes de seus negócios para outros provedores de CX, após as interrupções provocadas pelo ataque cibernético, embora essas mudanças tenham sido menos acentuadas do que o esperado, com parte do volume se recuperando. Esse fator também impactou nossa rentabilidade, com o declínio do EBITDA no primeiro trimestre parcialmente compensado pelo seguro contra o ataque cibernético, assim como o melhor repasse da inflação, que está bem à frente do plano e deverá alcançar o nível-alvo de 80% nesse ano.

A base de clientes da Atento continua sólida e nossa taxa de saída no final do trimestre foi tênue, ambas mais uma vez refletindo nosso relacionamento com o cliente e a confiança que construímos através de melhorias consistentes nos níveis de serviços. A forte reputação da Atento também justifica como nosso pipeline vem crescendo em importantes mercados e nos setores que estão melhorando o mix da receita.

Durante o trimestre continuamos transformando o core de nosso negócio e recentemente tomamos medidas visando melhorar a eficácia da organização de nossas vendas. Visando capturar um maior share of wallet, formamos equipes de contas locais e internacionais, o que possibilitará ficarmos mais próximos de nossos clientes, e entendermos melhor as suas crescentes necessidades de CX. Essa nova estrutura nos permitirá aumentar a penetração no mercado norte-americano, assim como nas verticais de maior crescimento e maiores margens que continuamos buscando em nossos mercados. Com relação aos custos, consolidamos algumas unidades visando a redução de custos estruturais e estamos estendendo o  orçamento base zero para outras áreas do negócio de modo a obter economias anuais adicionais.

À medida que recuperamos o ritmo construído durante a maior parte do ano passado, esperamos que as receitas e as margens melhorem e cumpramos nossas metas de desempenho para este ano, do qual ainda planejamos sair mais resistentes. Em breve, anunciaremos a data de nosso Investor Day, que foi adiado. Nessa ocasião teremos a oportunidade de fornecer maiores detalhes sobre as várias iniciativas de crescimento segundo o nosso Three Horizon Plan (Plano de Três Horizontes) e anunciarmos nossa estratégia para a próxima fase de crescimento da Atento.

 

Carlos López-Abadía                                                  José Azevedo

CEO                                                                                 CFO

Tags

Twitter LogoTwitter Linkedin LogoLinkedin Atento Live LogoAtento Live
Atento Live LogoAtento Live