Ir al contenido principal
Botón de búsqueda

Como o CX pode aumentar as vendas?

Rubén Rivera, Diretor Comercial da Atento México

Estamos no encerramento do ano, e o setor do retail está em seu momento mais alto de vendas. Datas importantes como o Bom Fim, Black Friday, CiberMonday e a época natalina estabelecem grandes expectativas para as marcas, mas também existem desafios em função da experiência com seus usuários.

Com o boom digital e a acessibilidade das compras online, os canais para realizar uma compra e, portanto, para entrar em contato com as empresas para resolver dúvidas se diversificaram de maneira acelerada, e as empresas devem estar preparadas para contar com estratégias que incluam experiências de cliente memoráveis do início ao fim, que lhes gerem como consequência uma futura venda.

Alguns aspectos a serem considerados para impulsionar as vendas são:

Estratégia de CX focada no cliente

Atualmente não podemos pensar em gerar maiores vendas sem considerar uma experiência integral para os clientes, por isso, é fundamental que as empresas, além de analisar os canais de contato, levem em consideração o comportamento dos usuários e suas expectativas.

Hoje em dia, as empresas que não apostam em pôr o foco no cliente estão dando um passo para trás porque não se permitem estar abertos para a mudança. Escutar o cliente é um processo evolutivo que nos permite transformar processos para poder fazer melhorias e elaborar estratégias comerciais mais acertadas. 

Tendência à personalização

Em uma pesquisa realizada pela Atento, cerca de dois terços (64%) dos usuários preferem uma experiência de cliente personalizada, isto é, que as marcas conheçam seus interesses e se adaptem a seus gostos, e este tópico, sem dúvida, está ligado ao ponto anterior.

Esta é uma tendência em alta e inclui desde a parte comercial até a parte de atendimento, já que os consumidores atuais são mais exigentes do que nunca.

 Aumentar a disponibilidade de canais digitais

Os canais digitais estão aumentando como preferência dos consumidores para adquirir bens e serviços, especialmente através de plataformas de mensagens como o WhatsApp, ou de redes sociais —Facebook ou Instagram, por exemplo—, deixando, pouco a pouco, as chamadas telefônicas para trás. Tanto é que está previsto que seu uso cresça uma média de 11% anualmente até 2025[1].

Na atualidade, o mais importante dos canais digitais é que eles não apenas estão sendo utilizados para atendimento ao cliente, mas também estão significando novos pontos de venda para as empresas. No caso de uma empresa automotiva, conseguimos elevar o índice de recomendação até 90% ao habilitar um modelo de omnicanalidade, que consiste em integrar vias de comunicação tradicionais, como chamadas telefônicas e e-mail, com plataformas digitais, como aplicativos de mensagens instantâneas e redes sociais.

Adicionalmente, ao implementar o serviço certificado através do WhatsApp, esta plataforma se tornou uma nova forma de geração de leads de venda para as empresas.

A chave para o sucesso comercial nestas condições mutáveis de mercado é conhecer e escutar seus clientes, oferecer-lhes uma experiência de cliente personalizada, calorosa e eficiente para gerar um impacto favorecedor na percepção que os consumidores têm sobre sua marca, produto ou serviço, o que por sua vez impactará positivamente em suas vendas e em sua posição em relação à concorrência. A experiência do cliente, nos últimos anos, passou de ser um aspecto “desejável” a ser uma peça fundamental para capitalizar novas oportunidades de negócio.

[1] Frost & Sullivan White Paper: Automation and Work-at-Home Transforming the Customer Experience Outsourcing Services Market in Latin America and the Caribbean, Forecast to 2025, Channel of contact. 

Este artigo foi publicado em Retailers.mx 

Twitter LogoTwitter Linkedin LogoLinkedin Atento Live LogoAtento Live
Atento Live LogoAtento Live